terça-feira, julho 23, 2024
spot_img
More

    últimos posts

    Celine Dion Retorna ao Tapete Vermelho com o Filho em Nova York

    Cantora participa da estreia do documentário “I Am: Celine Dion” após três anos

    A icônica cantora Celine Dion, de 56 anos, fez um emocionante retorno ao tapete vermelho na noite de segunda-feira, 17 de junho, durante a estreia do documentário “I Am: Celine Dion”.

    O evento ocorreu no Alice Tully Hall, em Nova York, e marcou a primeira grande aparição pública da cantora desde o início de 2020.

    Celine estava acompanhada pelo filho de 23 anos, Rene-Charles Angelil, além da diretora do documentário, Irene Taylor Brodsky, e da executiva da Amazon Studios, Jennifer Salke.

    Confira: Maisa Silva Estreia Na Globo Como Vilã Em “Garota Do Momento”

    Apesar de ter feito uma breve aparição no Grammy no início deste ano, onde evitou o tapete vermelho, esta é a primeira vez que Celine comparece a um evento de grande porte em anos.

    O documentário “I Am: Celine Dion” oferece um olhar íntimo e honesto sobre a batalha pessoal da superestrela contra uma doença que mudou sua vida.

    O filme é uma verdadeira carta de amor aos seus fãs, destacando a música que guiou sua jornada e mostrando a incrível resiliência do espírito humano.

    “I Am: Celine Dion” estará disponível no Prime Video a partir de 25 de junho, com um lançamento limitado nos cinemas neste fim de semana. Não perca o trailer e prepare-se para se emocionar com a história inspiradora de uma das maiores vozes de todos os tempos.

    Celine Dion: A Trajetória de Uma Voz Inesquecível

    Celine Dion

    Celine Dion, nascida em 30 de março de 1968 em Charlemagne, Quebec, Canadá, é uma das cantoras mais icônicas e bem-sucedidas da história da música.

    Com uma carreira que abrange mais de quatro décadas, Dion conquistou o mundo com sua poderosa voz, performances emocionantes e uma série de sucessos que atravessaram gerações.

    Desde muito jovem, Celine mostrou um talento extraordinário para a música. A caçula de 14 filhos, ela começou a cantar em eventos familiares e logo chamou a atenção de sua mãe e irmãos, que ajudaram a moldar sua carreira inicial.

    Aos 12 anos, Dion gravou uma fita demo com a ajuda de sua família, que acabou nas mãos do empresário e futuro marido René Angélil. Impressionado com sua voz, Angélil hipotecou sua própria casa para financiar o primeiro álbum de Celine, “La voix du bon Dieu” (1981), que rapidamente a lançou ao estrelato no Canadá francófono.

    Ao longo dos anos 80, Dion lançou vários álbuns em francês, ganhando inúmeros prêmios e estabelecendo-se como uma estrela em ascensão no mercado de música francófona. No entanto, ela e Angélil tinham ambições maiores.

    Determinada a conquistar o mercado internacional, Celine começou a aprender inglês e, em 1990, lançou seu primeiro álbum em inglês, “Unison”. O álbum foi bem recebido, mas foi com o lançamento de “Celine Dion” (1992) e, especialmente, “The Colour of My Love” (1993), que ela alcançou fama mundial.

    O sucesso de singles como “The Power of Love” e “Think Twice” solidificou sua posição como uma das principais artistas pop do mundo.

    A década de 1990 foi marcada por uma série de álbuns e singles de sucesso. Em 1996, Celine lançou “Falling into You”, que ganhou dois prêmios Grammy, incluindo Álbum do Ano.

    O sucesso estrondoso de “Let’s Talk About Love” (1997), que incluiu o icônico “My Heart Will Go On” da trilha sonora do filme “Titanic”, catapultou Dion ao estrelato global. “My Heart Will Go On” tornou-se uma das canções mais vendidas de todos os tempos e um símbolo do amor eterno.

    No início dos anos 2000, após lançar vários álbuns de sucesso, Dion anunciou uma pausa na carreira para focar em sua família.

    Em 2002, ela retornou com o álbum “A New Day Has Come”, que foi bem recebido tanto comercialmente quanto pela crítica. Além de continuar a lançar novos álbuns, Dion iniciou uma residência em Las Vegas com o show “A New Day…”, que se tornou uma das residências de maior sucesso de todos os tempos.

    A vida pessoal de Celine também foi marcada por grandes desafios e triunfos. Seu relacionamento com René Angélil foi uma constante fonte de inspiração e apoio. Eles se casaram em 1994 e tiveram três filhos juntos.

    Descubra a Mais Recente Casa de Apostas no Brasil: Bora Jogar

    No entanto, em 2016, Angélil faleceu após uma longa batalha contra o câncer, deixando Celine e o mundo da música de luto.

    Apesar das tragédias pessoais, Celine Dion mostrou uma resiliência incrível, continuando a se apresentar e a gravar novas músicas. Em 2019, ela lançou o álbum “Courage”, seu primeiro álbum em inglês em seis anos, que foi recebido com entusiasmo por fãs e críticos.

    O álbum explora temas de perda, recuperação e força, refletindo suas experiências pessoais e profissionais.

    spot_img
    spot_img

    últimos posts

    spot_imgspot_img

    Veja mais