terça-feira, julho 23, 2024
spot_img
More

    últimos posts

    Confusão com preço de vinho leva amigos a conta de R$ 4.512 em restaurante na BA

    História viraliza após escolha equivocada durante almoço entre amigos em Salvador

    Um almoço entre jovens amigos em Salvador se transformou em viral nas redes sociais após uma confusão com o preço de um vinho resultar em uma conta de R$ 4.512,09.

    O grupo, composto por quatro pessoas, escolheu uma garrafa que custava R$ 1.650, acreditando que o preço era de apenas R$ 165.

    O incidente ocorreu no restaurante Mistura, na Av. Contorno, e ganhou destaque nacional após um vídeo das reações dos amigos ao verem a conta ser publicado no TikTok.

    Confira: Influenciadora Marina Mamede Morre Aos 34 Anos Em Ouro Preto

    Em entrevista ao g1, Thalyta Figueiredo, uma das integrantes do grupo, explicou como tudo aconteceu. “A gente sempre escolhe o vinho mais barato pra economizar”, afirmou.

    Devido à espera por uma mesa, começaram a beber ainda na recepção do restaurante. Quando finalmente sentaram, decidiram pedir o vinho e algumas entradas.

    Segundo Thalyta, a confusão ocorreu quando a amiga Juliana viu no cardápio um vinho por R$ 165. Porém, ela não percebeu que o preço correto da garrafa escolhida, um Pera Manca branco, era na verdade de R$ 1.650.

    O cardápio no site do Mistura confirma que a opção mais barata de vinho custa R$ 190, com preços que chegam até R$ 2.599.

    O grupo continuou a consumir sem suspeitar do engano, pedindo inclusive uma segunda garrafa do mesmo vinho. O resultado foi uma conta bem acima do esperado, que se tornou o centro das atenções nas redes sociais pela repercussão inusitada do episódio.

    Ao analisar a situação, Thalyta reconhece que o comportamento dos funcionários indicava um alto padrão de serviço, como quando um garçom cuidadosamente reabasteceu as taças do grupo. No entanto, a ficha só caiu quando receberam a conta.

    “Quando Pedro [namorado de Juliana] mostrou a conta, me deu um aperto no estômago, fiquei quente”, lembra a arquiteta. Inicialmente, suspeitaram de um erro de troca de contas com outra mesa, mas logo verificaram o cardápio e confirmaram o engano.

    Entre idas ao banheiro e momentos de tensão, dividiram o total por quatro, resultando em R$ 1.128,02 para cada um, e pagaram a conta do almoço. Apesar de nenhum cartão ter sido recusado, Thalyta admite que ficou traumatizada com a experiência e, por um tempo, prefere evitar vinho.

    Procurada pelo g1, a assessoria de comunicação do Mistura destacou que o vinho Pera Manca “tinha seu preço explícito no cardápio”, mas expressou solidariedade com a inexperiência dos jovens.
    Em nota, a empresa informou que a direção já entrou em contato com o grupo para oferecer um jantar como cortesia.

    Confira a nota na íntegra:

    “O Mistura nunca passou por essa situação, mas se sensibilizou com o ocorrido.”

    “O restaurante tem um cardápio bem democrático, tanto na gastronomia quanto na enologia, mantendo a tradição da cultura do Mistura, que nasceu em uma barraca de praia, ao lado de uma colônia de pesca no bairro de Itapuã, e sempre com rótulos de vinhos de todas as uvas, regiões e preços, atendendo a todos os bolsos e também aos paladares mais exclusivos.

    “Como o Pera Manca, um dos vinhos de grande valor agregado em qualquer restaurante e que tinha o seu valor explícito no cardápio, assim como todas as bebidas, com taças de vinho a partir de R$ 29 e garrafas até R$ 5.000.”

    “A direção do Mistura tomou conhecimento do fato pelas redes sociais e imediatamente se solidarizou com a inexperiência dos jovens, procurando o contato do grupo para oferecer um jantar como cortesia.”

    A História do Vinho

    vinho

    O vinho é uma das bebidas mais antigas e veneradas da história humana, com uma origem que remonta a milhares de anos. Sua história está profundamente enraizada nas culturas de todo o mundo, influenciando religiões, economias e sociedades.

    Desde as suas origens na antiguidade até o papel significativo que desempenha hoje, o vinho tem uma rica e fascinante história.

    A história do vinho começa na região do Cáucaso, onde atualmente se encontram a Geórgia, a Armênia e o Irã. Evidências arqueológicas sugerem que o vinho foi produzido nessa região há cerca de 8.000 anos.

    As primeiras civilizações a cultivar uvas e produzir vinhos foram os sumérios e os egípcios. Os egípcios, em particular, desenvolveram técnicas avançadas de vinificação e usavam o vinho em cerimônias religiosas e como oferendas aos deuses.

    O vinho desempenhou um papel crucial na Grécia Antiga e em Roma. Na Grécia, o vinho era uma parte integral do simpósio, uma reunião social onde os participantes bebiam, discutiam filosofia e literatura, e celebravam a vida.

    O deus grego Dionísio era associado ao vinho, à festividade e ao êxtase. Os romanos, por sua vez, expandiram o cultivo de uvas e a produção de vinhos por todo o Império Romano, introduzindo técnicas de viticultura que ainda são usadas hoje.

    Eles também criaram uma vasta rede de comércio de vinhos, que ajudou a espalhar a cultura do vinho por toda a Europa.

    Confira a Nova Casa de Apostas do Brasil: Bora Jogar

    Com a queda do Império Romano, a produção na Europa sofreu um declínio, mas a Igreja Católica manteve viva a tradição vinícola.

    Os monges em mosteiros por toda a Europa continuaram a cultivar vinhas e a produzir vinhos para uso sacramental. Durante a Idade Média, os mosteiros tornaram-se centros de conhecimento vinícola, preservando e refinando as técnicas de produção de vinho.

    A Renascença trouxe uma revitalização do comércio e da cultura dos vinhos. O desenvolvimento de novas rotas comerciais e a expansão do Império Espanhol e do Império Português ajudaram a espalhar o vinho para as Américas, África e Ásia.

    spot_img
    spot_img

    últimos posts

    spot_imgspot_img

    Veja mais