quinta-feira, julho 18, 2024
spot_img
More

    últimos posts

    Governo anuncia R$ 15 bilhões em financiamento para empresas no RS

    Medidas incluem crédito rural e apoio a micro, pequenas e médias empresas

    O governo disponibiliza até R$ 15 bilhões em linhas de financiamento para empresas no Rio Grande do Sul, em resposta à tragédia climática que afeta o estado desde abril, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira (29).

    Foram anunciadas três linhas de financiamento, além da ampliação do crédito rural.

    Confira: Cristiano Ronaldo Celebra Artilharia Histórica No Campeonato Saudita

    As três linhas de financiamento são:

    Compra de Máquinas, Equipamentos e Serviços: Com taxas de juros a partir de 1% ao ano, somadas ao spread bancário. O prazo é de 60 meses, com um ano de carência.

    Financiamento a Empreendimentos: Projetos customizados, incluindo obras de construção civil, com juros base de 1% ao ano mais spread bancário. O prazo é de 120 meses, com dois anos de carência.

    Capital de Giro Emergencial: Taxas de juros de 4% ao ano para micro, pequenas e médias empresas (MPME) e 6% ao ano para grandes empresas, mais spread bancário. O prazo é de até 60 meses, com um ano de carência.

    As operações têm limites de R$ 300 milhões para as linhas de compra de máquinas e financiamento a empreendimentos.

    Já a linha de crédito para capital de giro emergencial permite até R$ 50 milhões para pequenas empresas e até R$ 400 milhões para grandes empresas.

    “Não há restrições para quem pode acessar. Pequenas e médias empresas também podem acessar, mas as grandes empresas podem usar o financiamento com uma taxa de juros sem precedentes no país”, afirmou Dario Durigan, secretário executivo da Fazenda.

    Em evento no Palácio do Planalto, o presidente Lula destacou a importância de tratar os problemas climáticos com seriedade e prontidão. “Nós mudamos o paradigma de tratar de problemas climáticos neste país.

    A partir de agora, qualquer região que tiver problema climático terá que ter tratamento especial”, disse Lula.

    Além disso, Lula fez um apelo ao presidente do Banco Central para reduzir a taxa Selic, facilitando ainda mais o acesso ao crédito. “Espero que o presidente do Banco Central veja a nossa disposição de reduzir a taxa de juros e colabore conosco”, declarou.

    Ampliação do Crédito Rural

    O governo também autorizou um aporte adicional de R$ 600 milhões do Fundo Garantidor de Operações (FGO) para crédito a pequenos e médios produtores rurais.

    Durigan explicou que muitos agricultores enfrentam dificuldades em acessar programas de subsídios como o Pronaf e o Pronamp. O objetivo é apoiar esses produtores que estão lutando para manter suas operações.

    Outras Medidas do Governo

    O governo anunciou que cooperativas de crédito agora podem operar dentro do Pronampe, aumentando o acesso ao crédito para microempresas e empresas de pequeno porte. Além disso, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação disponibilizará até R$ 1,5 bilhão em linhas de crédito pela Finep, com metade desses recursos destinados a micro, pequenas e médias empresas. Até 40% do empréstimo pode ser usado para investimentos em infraestrutura de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

    Balanço das Ações

    Miriam Belchior, secretária-executiva da Casa Civil, fez um balanço das ações do governo federal até agora. Foram liberados R$ 310 milhões para 207 municípios, dos quais R$ 176 milhões já foram pagos. Belchior destacou que o governo está realizando um levantamento com municípios gaúchos para identificar necessidades de reconstrução de infraestrutura, como escolas, hospitais e assentamentos.

    Explore a Novidade em Apostas no Brasil: Bora Jogar

    Dario Durigan afirmou que o governo está chegando ao fim de um primeiro ciclo de resposta à tragédia no estado. “A recuperação financeira do estado, municípios, empresas e pessoas está em pleno curso”, disse. Durigan enfatizou que as empresas devem manter o compromisso com o nível de emprego para minimizar o impacto da catástrofe ambiental.

    As medidas anunciadas pelo governo visam não apenas a recuperação econômica, mas também a sustentabilidade a longo prazo das empresas e comunidades afetadas, garantindo um suporte robusto para enfrentar e superar os desafios impostos pelas mudanças climáticas.

    spot_img
    spot_img

    últimos posts

    spot_imgspot_img

    Veja mais