terça-feira, julho 23, 2024
spot_img
More

    últimos posts

    Ataque do Hamas em Jerusalém deixa 3 mortos e 6 feridos

    Resposta a ações de Israel na Faixa de Gaza, afirma Grupo Terrorista

    Um tiroteio na manhã desta quinta-feira (30) em Jerusalém resultou em três mortos e seis feridos. O ataque, reivindicado pelo Hamas, foi perpetrado por membros do Al-Qassam, o braço armado do grupo terrorista. As vítimas incluem um rabino e duas mulheres, atingidas enquanto aguardavam em um ponto de ônibus na entrada da cidade.

    A ação ocorreu no último dia da prorrogação da trégua entre Israel e o Hamas. Os terroristas, armados com um rifle e uma pistola, aproximaram-se de um posto de controle entre a Cisjordânia e Israel, disparando contra civis. Militares israelenses responderam prontamente, resultando na morte dos agressores. Uma mulher de 24 anos faleceu no local, enquanto outro homem resgatado com vida sucumbiu no hospital. Detalhes sobre a terceira vítima ainda não foram divulgados.

    Confira: Israel revela operação para resgatar reféns do Hamas

    O comunicado do Hamas justificou o ataque como uma “resposta natural a crimes sem precedentes conduzidos pela ocupação”, referindo-se às ações de Israel na Faixa de Gaza. Os perpetradores foram identificados como os irmãos Murad e Ibrahim Namer pela agência de inteligência de Israel, Shin Bet. Murad, conforme a Shin Bet, já havia sido detido anteriormente por colaboração com grupos terroristas.

    O ministro da Segurança Nacional, Itamar Ben Gvir, presente no local, destacou a necessidade de abordar o Hamas apenas através da força. A Embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém condenou o ataque, e o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Tel Aviv, enfatizou a constante ameaça do terrorismo enfrentada por Israel.

    O atentado ocorre no último dia da mais recente prorrogação do acordo de trégua entre Israel e Hamas. Como parte do acordo, tropas israelenses interrompem temporariamente os ataques a Gaza, e o grupo terrorista liberta reféns. O governo israelense planeja a libertação de uma nova leva de reféns ainda hoje.

    Esta não é a primeira vez que Jerusalém é alvo de ataques a tiros este ano, marcando uma escalada de violência entre israelenses e palestinos que precedeu a guerra entre o Hamas e Israel. Em janeiro, um ataque terrorista na sinagoga deixou sete mortos, enquanto outro ataque no centro histórico da cidade feriu duas pessoas no dia seguinte. Em 2022, uma explosão de bomba no mesmo ponto de ônibus resultou na morte de um adolescente e feriu 18 pessoas.

    spot_img
    spot_img

    últimos posts

    spot_imgspot_img

    Veja mais